Demonstração do anel peniano London Eye na cor rosa com dois dedos inseridos.

É orgasmo na penetração que você quer? Conheça o anel peniano com vibrador

O brinquedinho erótico estimula o clitóris durante o vaivém, enquanto ajuda a segurar a ereção e retardar a ejaculação masculina

Por Nathalia Ziemkiewicz

Orgasmo com penetração é algo tão frequente na vida das pessoas com vagina quanto avistar botos rosas da Avenida Paulista, em São Paulo. A gente sabe que eles existem, mas não fazem parte do nosso dia a dia. Pesquisas sobre o comportamento e a satisfação sexual das mulheres cisgênero, por exemplo, revelam que cerca de 85% não gozam assim – elas precisam de algo estimulando o clitóris. Como explicar isso para uma geração de homens cis que cresceu sem educação sexual e com enorme influência da pornografia?

Pessoas com pênis têm muito mais prazer no sexo do que pessoas com vagina, um “fenômeno” que inclusive passou a ser chamado de brecha orgástica por especialistas em sexualidade mundo afora. Adivinhe, então, quem têm mais queixas relacionadas à libido ou baixo desejo sexual? Pois é. O é uma das ferramentas para facilitar orgasmos mútuos – e múltiplos. Hoje vamos falar um pouco mais do anel peniano com vibrador: o que é, para que serve, como usar e dicas de modelos à venda na loja da Luvv.

Para que serve?

O anel peniano com vibrador é um dos acessórios eróticos mais vendidos para casais cisgênero heterossexuais. Feito de materiais flexíveis, como silicone, serve para ser confortavelmente encaixado na base do pênis. Ele faz uma leve pressão ali, o que ajuda a manter a ereção por mais tempo e retardar a ejaculação. Além disso, a cápsula vibratória (bullet) embutida na região superior do anel estimula o clitóris durante a penetração vaginal, proporcionando mais prazer para a pessoa com vagina.

Como usar?

Lubrifique o pênis - já ereto - com um lubrificante íntimo ou cosmético sensual adequado e deslize o anel peniano até a base do genital. Desde que ele não esteja machucando, é natural que haja algum estranhamento no início! Calma, é questão de prática! Se o anel ficar largo, ele pode girar ou sair do lugar durante a penetração, perdendo sua principal função (estimular o clitóris).

Certifique-se também de que o anel peniano foi colocado da forma correta: a parte com o vibrador embutido deve ficar voltada para cima (e não em direção ao saco escrotal). Acione o botão de liga/desliga do produto – se o seu modelo oferece diferentes padrões ou velocidades de vibração, provavelmente basta apertar no mesmo local para alterá-las.

Pênis turbinado? Ótimo. O que você precisa entender: não adianta nada usar o anel peniano e continuar com a penetração britadeira, aquele vaivém frenético. Posições sexuais mega performáticas, bem no estilo pornô, também não favorecem o uso desse brinquedinho.

O tradicional “papai-mamãe”, com movimentos lentos e bem encaixados, é o ideal para tirar máximo proveito do contato entre vibrador e clitóris enquanto o pênis preenche o canal vaginal. Outra posição clássica que alcança outro nível de satisfação com o uso do anel peniano é a “cavalgada” (a pessoa com vagina fica por cima).

Divirtam-se de acordo com as fantasias e preferências de vocês, mas evitem utilizar o anel peniano por mais de 20 minutos contínuos – afinal, ele reduz o fluxo sanguíneo no pênis. Alguns casais gostam de usar o anel peniano até que a pessoa com vagina chegue ao orgasmo e depois retiram para a outra pessoa gozar. Ou, ainda, há quem transforme o produto em um vibrador de dedo (seja para masturbação ou estímulo de outras áreas erógenas, como mamilos).

 

Voltar para o blog

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.