Uma mulher trans maquiada e de cabelos loiros compridos está em uma parada LGBT+. Ela veste um sutiã de pelúcia branca que combina com duas presilhas em forma de pompom.

Atração por travestis: existe homem hétero passivo?

Para a nossa conteudista Márcia Rocha, a resposta é sim. Entenda o que define a orientação sexual de uma pessoa.

Por Márcia Rocha

“Você está ficando muito mulher!”, disse minha ex-esposa Adriana certo dia. Havia algum tempo que eu tomava hormônios com o total apoio dela, então fiquei muito feliz com aquela constatação. Sorri agradecida, mas seu rosto estava sério, os olhos fixos em mim. “Estou perdendo o tesão”, ela continuou, “gosto de homens!”. Eu não tinha ideia naquele momento, mas começava o fim de um relacionamento com muita cumplicidade e amor que durou oito anos sem uma única briga.

Hoje compreendo bem que  gênero não apenas define como nos sentimos enquanto homens ou mulheres dentro de uma cultura e uma época, mas também interfere diretamente em nosso desejo. As definições de orientação sexual se baseiam naquilo que nos atrai, seja a imagem de homem, de mulher, de ambos ou nenhum - nos rotulando respectivamente como heterossexual, homossexual, bissexual e aseexual.

Algumas vezes perguntei a homens cis heterossexuais, casados e ativos, por que saíam com travestis. A resposta sempre foi algo na linha: “vocês são mulheres lindas” e “amo minha esposa, mas ela engordou e não se cuida mais” (um discurso machista e gordofóbico, aliás). Por outro lado, muitos homens procuram travestis para serem passivo no sexo anal ou oral. Várias prostitutas mulheres genéticas também relatam que vários clientes pedem a mesma coisa.

As experiências íntimas dos casais vão desde aqueles que fazem o básico ou sequer tocam o corpo da parceria (por exemplo, religiosos que mantêm entre os dois corpos um lençol com um buraco para o pênis alcançar a vagina) até uma infinidade de práticas bem menos pudicas - como a "inversão de papéis". Nela a mulher cis penetra o homem hétero ou bissexual com dedos, dildos/vibradores ou objetos.

A meu ver, um homem que só gosta de mulheres e se vê atraído/busca a feminilidade de travestis é hétero, ainda que seja passivo no ato sexual. Da mesma forma que ele permanece hétero ao ser penetrado por sua esposa ou uma prostituta, pois não é a prática que define a heterossexualidade, mas o objeto de desejo. Pessoas são únicas, com características que vão muito além de definições.

Também é possível que um homem seja homossexual, mas reprima o desejo de se entregar a outro homem por pressões sociais ou culpa, e então procure travestis ou mulheres para ser passivo e realizar parcialmente seu desejo. No entanto, há travestis que se recusam a ser ativas com homens, assim como outras gostam de mulheres e jamais ficariam com um homem. Sim, isso existe!

Rótulos servem tão somente para agrupar pessoas com características semelhantes para um estudo ou demanda, mas nunca darão conta de defini-las. Há heteros passivos, há mulheres ativas, há quem goste de objetos, partes de corpos, práticas diversas... O que falta a muita gente em nossa sociedade, em termos de cama, é imaginação.

E para ajudar e estimular essa imaginação nada melhor que conhecer uma seleção de produtos pensados para todo tipo de uso, e para isso é só visitar nossa loja e garantir seu cupom de 15% na primeira compra - CLIQUE AQUI

(Afinal, nossa imaginação só aumenta quando é estimulada🧡)

Voltar para o blog

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.